III Semana de Psicologia da UNIFESP



Entre os dias 11 e 15 de agosto, aconteceu a "III Semana de Psicologia da UNIFESP", com o tema "Atravessando Práticas, Explorando Experiências". Um evento que tem por objetivo reunir todos os estudantes de Psicologia, levando profissionais competentes no local, para dar palestras sobre sua área, e nos fazer entender um pouquinho do universo imenso de possibilidades que a Psicologia pode nos trazer.

Ao longo da semana, vários psicólogos foram na faculdade, e falaram sobre especializações que eu nem sabia que existia, amei umas, odiei outra, mas daí saiu até minha ideia para um possível projeto de Iniciação Científica. E a semana foi mais ou menos assim:


Aventura da palavra: psicanálise, literatura e clínica
Com Rita Vogelaar
    rita.vogelaar@terra.com.br

A primeira e creio que uma das melhores palestras dadas na Semana. A Rita tentou nos passar a importância da linguagem na vida do homem e, consequentemente, no estudo de sua mente. O ser humano é dependente da palavra, pois nomear o mundo dá uma sensação de completude. A proposta da psicóloga foi mostrar que papel do analista é suportar o desconhecido, e utilizar a literatura/poesia para desconstruir o sentido óbvio, e fazer o paciente procurar o desconhecido por si mesmo.

Apresentação da SBPSP
Com Leeda Herrmann


Na real? Essa apresentação foi um saco. Sabe aqueles seminários de sexta série (sétimo ano - agora mudou, né? Hahaha) que o professor briga com você para não encher o slide de textos e lê-lo durante a apresentação? Pois é, a palestrante faltou nessa aula. Eu assisti a 10 minutos da palestra, depois fui tomar uma água, comprar um doce, cair num buraco para o País das Maravilhas...
Mas o intuito da apresentação foi nos apresentar a SBPSP (Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo) e os horários/preços de algum(ns) curso(s), mas eu não prestei atenção.

Autismo
Com Equipe APAAG
    (13) 3355-4717
   

Nesse dia, a equipe da APAAG (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Guarujá) foi até a faculdade para nos esclarecer sobre a atuação do psicólogo na interação social, no comportamento, na integração sensorial, e nas atividades da vida diária do autista, e explicar como a associação trabalha.
A APAAG é uma associação formada por pais de autistas, que achavam que seus filhos não estavam sendo tratados como deveriam nas escolas. Eles explicaram o que é o autismo, informaram sobre dados, como a Psicologia pode auxiliar no desenvolvimento de capacidades que o autista não tem.

Psicanálise de casal e família: teoria e técnica
Com Maria Aparecida Quesado Nicoletti
    cidanicoletti@bol.com.br

Eu simplesmente adorei essa palestra! A presença da senhorinha era muito agradável, e ela dizia coisas muito engraçadas sobre os "jovens de hoje em dia".    [love]
A configuração familiar mudou muito, ultimamente, e o psicólogo de casal/família tem que estar preparado para lidar com os tipos de problemas advindos das mudanças das condições psicossociais, também. A Maria é psiquiatra e psicanalista especializada , e nos explicou como funciona a estrutura da família, assim como a escolha do(a) parceiro(a); o conceito de interfantasmatização, a tipologia familiar etc. Por fim, como funciona a consulta com uma família, e quais as indicações para que a família vá ao psicólogo.

Atuação do psicólogo em desastres: os primeiros socorros emocionais
Com Luciana Mazorra
    luciana.mazorra@4estacoes.com 

A Luciana é especialista em intervenções psicológcias durante o luto (inclusive foi chamada quando ocorreu o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria), e foi até a UNIFESP nos falar um pouco sobre o trabalho delicado do psicólogo durante essas situações. Nos foi passada a intensidade do sentimento da pessoa em cada momento do trauma, como por exemplo, se ela estava presente na tragédia, ou se escapou por sorte.
A palestra ocorreu dia 14/08, um dia depois da queda do avião com a Eduardo Campos. Ela veio a calhar, porque muitos estudantes moravam próximos do local da queda (inclusive eu) e estavam assustados.

Psicologia criminal
Com Maria Adelaide de Freita Caires

Como não se admirar, não é mesmo? Não conhecia a Psicologia Criminal até entrar na faculdade e conhecer uma nova amiga apaixonada pela área forense. No final do primeiro semestre, fiz meu TCM (Trabalho de Conclusão de Módulo) sobre os aspectos biológicos e psicológicos na conduta homicida (adivinha quem estava no meu grupo? Hahaha), então conhecia um pouco sobre o tema, inclusive alguns serial killers etc. Então a Maria Adelaine aparece na faculdade e disse que trabalhou no caso do maníaco do parque, além de ser uma velhinha simpática que, peço perdão pela palavra, era foda.  Quase pedi autógrafo, gente!

Teorias da personalidade ou visões do ser humano?
Com Laura Villares de Freitas

Igualmente à primeira, não gostei muito da palestrante. Não desvalorizo em NADA o assunto da palestra, até porque eu até descobri dois autores que podem me ajudar muito com meus planos na Psicologia. Mas o fato de vir de outra faculdade, sem ter o mínimo de informações sobre a UNFESP, como a grade dos alunos, ou se aqui existe um instituto ou não, e ficar se vangloriando (mesmo sem intenção) não foi legal.
A Laura nos explicou como é difícil estabelecermos uma teoria concreta sobre a personalidade do ser humano, pois ela é dinâmica - como eu disse anteriormente, a configuração da vida humana está em constante mudança -, o que talvez torne o assunto mais interessante. Ela nos mostrou inúmeras teorias sobre a personalidade, e me fez me apaixonar ainda mais pela Clarice Lispector - como se já não houvesse amor suficiente por essa mulher.   [heart]

Equoterapia
Com Associação Equoterapia
    (13) 3221-7706

A melhor sempre fica para o final, por favor! Não conhecia esse tipo de tratamento envolvendo cavalos (em que mundo eu estive até agora?) e estou completamente apaixonada! Os profissionais da Associação Equoterapia, reconhecida pela ANDE-BRASIL, envolvidos nesse trabalho, foram à UNIFESP nos explicar por que o cavalo?, qual o objetivo da equoterapia, e os papéis do psicólogo no tratamento. Infelizmente, essa terapia não é reconhecido pelo CRP, ainda, mas todo centro de equoterapia precisa ter um psicólogo.
I.C., profissão, é você? *-*


_________________________________________________________________________________

E o post ficou gigante sem quere, elaiá!   [sad]

Bom pessoal, essas foram as palestras que estive presente e espero receber certificado, mas rolaram outras, como O Papel do Psicólogo na Gramática Atual da Gestão de PessoasAbordagem Centrada na Pessoa, oficinas, e a roda de conversa com os egressos. No final, para fechar com chave de ouro, nossa bateria linda - Repicapau - se apresentou, sensacional, como sempre.

Espero que tenham gostado!

Até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário